quarta-feira, 4 de março de 2015

Você sabe onde quer chegar?

Saber onde se quer chegar é o passo essencial para que possamos tomar decisões sensatas. Entretanto, por incrível que pareça, poucas pessoas têm claramente definidas suas metas de vida.

No que diz respeito às questões materiais, obviamente que todos pretendem alcançar a prosperidade e a abundância. Mas, quando se trata de objetivos muito mais profundos e significativos como, por exemplo, viver em sintonia absoluta com o Ser, poucos conseguem ter consciência do que isto significa.

A questão é que a maioria de nós foi educada para ter ambições básicas, como uma carreira promissora, casar, ter filhos. No entanto, do ponto de vista espiritual, o ideal seria traçar a direção de nossa vida tendo como base, acima de tudo, o alcance de um estado interior de alegria, serenidade e equilíbrio.

E isto só é possível, se vivermos em consonância com as necessidades de nossa alma, o que exige consciência, coragem, vontade e uma disposição para fazer escolhas que, muitas vezes, poderão contrariar tudo o que aprendemos ser o ideal ou o adequado sob a ótica do mundo.

Mas não há saída para aqueles que têm dentro de si uma ânsia por transcender a mediocridade e ter uma existência plena de motivação, entusiasmo e verdade.

O grande poder do ser humano está na sua capacidade de tomar decisões.
Cada decisão que tomamos nos permite modificar o futuro e o passado.
Escolher, porém, significa comprometer-se.
Quando alguém faz uma escolha, deve lembrar-se que 
o caminho a ser percorrido será muito diferente do caminho imaginado.
Escolher significa: "bem, eu sei aonde quero chegar".
A partir daí, é preciso estar atento ao mundo, porque 
uma decisão deflagra uma série de eventos inesperados.
Comprometa-se com a sua decisão seja ela no campo, 
afetivo, profissional ou espiritual.
Tudo o que sua decisão precisa é sua vontade de seguir adiante.
De resto, ela mesma lhe tomará pelas mãos e lhe 
mostrará o melhor caminho.
Carlos Castañeda